segunda-feira, 30 de julho de 2018

De esfregona na mão...

O mais novo já desfraldou há largos meses atrás e apesar de bem mais tarde de que o irmão, a coisa não correu mal e poucas vezes foi necessário recorrer à esfregona.

Porém o mais novo gosta de nos desafiar e testar (apetece-me por as coisas por outras palavras... mas tendo em atenção o que dizem os entendidos no assunto vou proferir-las apenas mentalmente! Lol]). 

De há uns dias para cá o rapaz apanhou a mania de se despir... o problema é que quando se apanha com a "piloca" ao leu dá-lhe para fazer disparates! 

Da primeira vez abriu a máquina de lavar e perguntou se podia fazer xixi lá dentro. Consegui evitá-lo.

Pouco depois resolveu fazer xixi no bidé. Cheguei tarde demais, mas lá levou a reprimenda.

Quando eu estava a preparar o jantar, olhei para a sala e.... lá estava ele de pé no sofá a fazer xixi nas almofadas do sofá! Eu que não sou de levantar a mão e que sempre defendi que é com palavras que se resolvem os assuntos, assentei-lhe uma palmada, que aparentemente apenas em mim surtiu efeito. Pois ele seguiu contente e radiante com a vida com um largo sorriso no rosto. 

Expliquei-lhe que aquilo não se fazia e que apenas podia fazer xixi na sanita e durante 10 minutos coloquei-o de castigo. Antes de o retirar repetimos a lição: Então onde é que se faz xixi? Na sanita. E onde é que tu vais fazer xixi? Na sanita.

Mas de pouco ou nada valeu... pois no dia seguinte repetiu a dose: xixi no sofá, xixi no tapete, xixi na varanda. Espero que tenha sido uma palhaçada passageira... pois caso contrário sua excelência vai ter muitos castigos e reprimendas pela frente.

(e eu vou ter que fazer um retiro zen para não ficar com os cabelos em pé!)

Sem comentários:

Enviar um comentário

Se tem algo a dizer... diga... simplesmente deixe um comentário!