quinta-feira, 4 de julho de 2019

Locais e recantos

Fiquei toda contente quando descobri que um dos meus restaurante de eleição iria reabrir! Esteve fechado durante diversos anos, mas as memórias dos jantares no Verão numa verdejante esplanada à beira rio nunca me abandonaram. Ontem foi dia de ir conhecer o novo look e a nova ementa. E apesar dos preços serem um bocado puxados para a minha bolsa saí de lá regalada e relaxada. 

Um jantar com vistas para a natureza, dificilmente é superado por qualquer outro jantar. Venham mais!

terça-feira, 2 de julho de 2019

terça-feira, 18 de junho de 2019

quinta-feira, 13 de junho de 2019

Mas que beleza...

O meu horário alterna de semana para semana. Numa entro às 9.00 e saio às 17.00 e, na seguinte entro às 10.30 e saio às 18.30. Ora estou na semana de entrar mais tarde. O dia como sempre começa por volta das 7 e as rotinas matinais são sempre as mesmas. Lavar, vestir, alimentar e preparar os miúdos e levá-los à escola antes das 9.00.

Feito isso regresso a casa e, em vez de aproveitar a hora e meia de tranquilidade para me sentar confortavelmente a degustar um café na companhia de um bom livro, dedico-me às mil e uma tarefas domésticas e se sobra tempo ainda o aproveito para a jardinagem. Resumidamente passo hora e meia a correr para fazer o máximo de coisas possíveis. 

Esta manhã andei na horta e o resultado foram umas mãos e unhas bem encardidas. Com apenas 10 minutos para sair de casa lavei, esfreguei, retirei lixo debaixo das unhas... e, como o resultado não foi o desejado, rapidamente cortei as unhas.

Acabo de olhar para as mãos e reparo: cortei as unhas de uma só mão! Mas que beleza...

quarta-feira, 5 de junho de 2019

Leituras em dia

O blog tem estado meio paradinho, mas as leituras vão indo, ainda que tivesse vontade de poder ler muito mais.
Terminei já lá vai quase um mês o livro "Chamavam-lhe Grace" de Margaret Atwood e adorei. A história, a envolvência, a escrita e a forma como no final cabe ao leitor decidir sobre a inocência ou não da protagonista. Recomendo vivamente.
De seguida li o romance "O pacto" de Michelle Richmond, um perturbador thriller psicológico que me deixou presa e em suspense até à última página. Sempre a questionar-me porque é que Alice e Jake, as personagens centrais da obra não se livravam daquelas "amarras". Muito bom mesmo.
Agora ando a reler o livro "Mentiras no divã" de Irvin D. Yalom, li o livro em 2008 e adorei, mas já não me lembro dos detalhes da história, pelo que resolvi mergulhar nela novamente.

Imprevistos dispensáveis

Na semana passada a meio da tarde o telemóvel toca. É raro... pois tal só acontece em situações de emergência. Atendi. Era da escola do meu filho mais velho a informar que o rapaz tinha caído e estava bastante queixoso. A princípio desvalorizei... verdade seja dito ele é um pouco piegas e tem o hábito de chorar por tudo e por nada e mais tarde eu só me conseguia lembrar da história de Pedro e o Lobo. Quando o pai o foi buscar reparou que afinal havia lesão para preocupações e rumou de imediato com ele para o centro de saúde e depois do raio-x feito, o veredicto lá saiu: braço partido! Seguiu-se uma ida para o pediátrico onde primeiro "forçaram" o osso a encaixar e depois foi engessado. Marcou-se a data para nova observação de controlo, para decidir se teria de ser ou não ser operado.

Ontem lá fui novamente com o rapaz para o pediátrico e depois de alguma espera, corridas atrás do médico pelos corredores labirínticos do hospital, 2 raios X pudemos respirar de alívio. Uma intervenção cirúrgica não será necessária. Mudou-se o gesso e ficamos a saber que o gesso contrariamente à informação inicial só seria retirado no dia 22 de Julho.

Os primeiros dias foram complicados para o rapaz. Até parecia deprimido e compreendo que não era para menos. De repente vê se privado de quase todas as actividades que adora: nada de futebol, nada de natação, nada de desporto... e a perpectiva de ter de fazer os testes de avaliação oralmente. Entretanto já processou a informação e está mais animado. Mas não obstante já está ansioso.

Também a nível dos planos familiares este acidente trouxe impactos, pois claro está o período de braço engessado coincide com o nosso período de férias grandes! Não faz sentido ir para a praia se não dá para usufruir em pleno. O que significa que ando a estudar a agenda para ver se as consigo remarcar lá para Setembro! Antes não dá porque colide com as férias dos colegas.

A vida está cheia de imprevistos... mas alguns são bem dispensáveis.

segunda-feira, 27 de maio de 2019

Contente por ter exercido o meu direito/dever


Este fim de semana fui para fora... mas fiz questão de antecipar o regresso um dia para poder ir exercer o meu direito de voto.

E cumpri.

E hoje ao ver os resultados dos escrutínios sinto-me feliz por não pertencer aos 70% que não o fizeram. 

Se estou contente com o sistema político que temos? Se estou satisfeita com as alternativas propostas? Não, não estou. Mas e como li por aí mostrar essa indignação no boletim de voto, é certamente mais eficaz de que simplesmente abdicar deste direito.

terça-feira, 21 de maio de 2019

Desafiante e muito desgastante...

O meu filho mais novo tem 4 anos, e sem muitas hesitações digo que estes estão a ser os anos mais desafiantes da minha vida. A coisa agravou-se com a entrada dele para o Jardim de Infância e por muito que toda a gente que me rodeia diga constantemente "é uma fase", custa-me a acreditar. Pois a fase já dura há muito tempo.

O rapaz tem uma personalidade extremamente vincada e basicamente só faz o que ele quer. Eu e o pai já conversamos muito sobre o assunto, já mudamos estratégias, já falamos com ele, já castigamos, mas nada parece surtir grandes efeitos. 

Lembro-me que no ano passado por esta altura eu andava preocupada com a professora que lhe iria calhar. Tinha receio que ficasse na sala em que acabou por ficar por a professora ser muito rígida. Mas nem ela consegue fazer com que ele colabore e frequentemente falamos sobre que estratégias utilizar para o orientar no sentido de cumprir com as tarefas que lhe são sugeridas. Ela também já reprimiu, já castigou e já se apercebeu do olhar de gozo que ele usa em todas estas circunstâncias.

Hoje mais uma vez a professora voltou-me a abordar. Conversamos e ficamos as duas a olhar de forma impotente uma para a outra, decidindo que vamos "esperar" que depois das férias do verão as atitudes do rapazinho melhorem... quem me dera. 

É que lidar com este miúdo é desafiante, mas também muito desgastante!

sexta-feira, 10 de maio de 2019

terça-feira, 9 de abril de 2019

Leituras em dia

Vamos lá fazer mais um update sobre as minhas leituras.
Ora como anunciei por aqui li e gostei de ler "Sabes quem é" de Karin Slaughter. Foi uma leitura empolgante, mas teve um senão... o tipo de papel com que o livro é feito. Arrepia-me mexer nele... o mesmo género de sensação provocado por um giz a raspar num quadro ou como a de ouvir esferovite a rasgar...
O livro que se lhe seguiu foi "Os luminares" de Eleanor Catton. Andei 2 semanas com ele a reboque, li 150 páginas, e depois dei-me por vencida. O livro está muito bem escrito, a história parece muito interessante, mas o ritmo é demasiado lento para uma leitora como eu, que lê 3 ou 4 páginas agora, mais 3 ou 4 páginas antes de adormecer... um dia quando tiver uma vida mais sossegada volto a pegar-lhe.
Lá voltei às estantes da Biblioteca para eleger novo livro para ler. Acabei por mais uma vez por escolher um thriller: O dia em que perdemos a cabeça de Javier Castillo que me agradou bastante, mas me deixou decepcionada no final. A história estava muito bem concebida, era intrigante q.b. mas o final foi uma coisa insípida, mal explicada e um tanto ou quanto confusa.

Intercalei a leitura deste livro com alguns poemas de Sophia de Mello Breyner Andresen  e com "A poesia em prosa" de Baudelaire.
Agora estou finalmente a ler um livro que há muito me despertou a curiosidade. Chamavam-lhe Grace de Margaret Atwood. Comecei a lê-lo no fim de semana e é daqueles livros que me cativam e que me dão vontade de aproveitar todos os bocadinhos para ler mais algumas páginas. Estou super curiosa para descobrir como a história de desenrola e como vai ser o final.

Boas leituras!